domingo, 22 de novembro de 2009

Prostituição




A prostituição pode ser definida como a troca consciente de favores sexuais por interesses não sentimentais, afectivos ou prazer. Bonito sim senhor, fica sempre bem um gajo começar com uma frase que , embora faça sentido, ninguém percebe mas também ninguém dá o braço a torcer e diz " eh pa, não percebi patavina". Digam o que disserem , venha quem vier, prostituição para mim é Monsanto; é a única palavra que me vem à cabeça quando me falam em put . . . prostitutas. Em crianças, vamos para Monsanto brincar nos baloiços, jogar à bola, pular, correr; em adultos, vamos para Monsanto brincar ao kamasutra. Sempre me questionei porque é que em Monsanto só havia guardas florestais do sexo feminino e porque é que todas elas usavam mini-saias e decotes avantajados. A questão tornou-se mais persistente quando para meu espanto, vi as mesmas guardas florestais á porta do Instituto Técnico. A coisa podia ficar por aì, não fosse o facto de no técnico não haver uma única arvore num espaço de  500 mts, daí eu começar a achar aquilo estranho. Certo dia ganhei coragem e abordei uma delas: 
- Boa noite!
- Olá fofo, queres um bico ?
Virei costas. Não percebi o que é que eu fiz para ela me querer dar um pontapé no cú.
Para mim, as prostitutas são seres genéticamente alterados. Genéticamente alteradas por um simples motivo ; as prostitutas não têm menstruação ( o período, o chico, o xixi do benfica etc,  duh !! ) como o resto das mulheres. Trabalham na sua labuta 30 dias por mês, não têm dores de cabeça nem más disposições e estão sempre prontas para a acção, ao contrário da dona de casa que uma semana por mês fecha para manutenção, é imune aos efeitos do ben-u-ron e parece que todos lhe devem e ninguém lhe paga ao contrário da prostituta que diz e muito bem, "Dinheiro na mão, calcinha no chão !". As diferenças não ficam por aqui, enquanto a dona de casa faz a comida para o marido , a prostituta é comida pelo marido. Acho um acto bárbaro considerarem a prostituição uma actividade ilícita, obscura e de conduta imprópria, quando estamos a falar de pessoas com coração, que passam dificuldades na vida, passam frio e que por vezes um simples gesto ou uma palavra amiga e carinhosa  como "Quanto é que é ? " , podem fazer a diferença a estas senhoras a quem eu apelido de PUTAS -  Protagonistas Unicas de Transferência de Amor e Sexo . Mas enganam-se aqueles que pensam que estas senhoras só se encontram na rua, pois há registos confirmados em actos e eventos políticos (um abraço para ti Berlusconi !), em estágios  de selecções nacionais ( que o diga Deco e companhia . . ) e em serões de lazer e amena cavaqueira entre arbitros e dirigentes desportivos ( Bobby . .  Tareco . . busca busca mata mata . . ).
Existem ainda os bordeis. É um local mítico que já vem desde os tempos dos romanos, e que hoje em dia mais parece um supermercado que outra coisa qualquer, senão vejamos; se eu quiser fazer compras para casa, muito provavelmente tenho de ir ao talho, à peixaria, à frutaria, à padaria  e por aì em diante, tendo em conta que cada um fica numa ponta do bairro, o mais certo é perder 2 ou 3 horas, pisar 4 cagalhões de cão (ou de dinossauro tendo em conta o volume de alguns destes objectos . . ) e dar cabo dos joanetes. O supermercado veio simplificar as coisas, pois temos tudo num só sitio. O bordel funciona com a coisa na mesma base, pois temos todos os artigos expostos no mesmo local, vêmos, escolhemos, comparamos preços, pagamos e só não levamos para casa porque a patroa era capaz de não achar muita piada ao ver-nos entrar de mão dada com a mercadoria :
- Oh Zé, eu digo-te para ires ao Pingo Doce comprar pão e tu apareces-me aqui em casa com essa galdéria ?!
- Dizer até disseste Maria, mas é que em vez de ir ao Pingo Doce comprar pão, fui ao Pito Doce comprar carne . . .

2 comentários:

  1. ahahahahaha, onde fica o pito doce????????

    ResponderEliminar
  2. É o segredo mais bem guardado da história da Humanidade . . .

    ResponderEliminar